DESEMPREGO – 3 ATITUDES que me fizeram VIRAR O JOGO

Desemprego, o vilão que persegue grande parte da população Brasileira e causa transtornos imensuráveis. Acredite: ele é SUPERÁVEL.

Vencer o desemprego não é tarefa fácil para muitos, ainda mais no Brasil na atual crise econômica que parece não ter fim.

Eu sempre tive medo de ficar desempregada, de não conseguir trabalho, de ficar sem renda e não conseguir pagar minhas contas.

Quando o desemprego bateu na minha porta, enfrentei muito mais do que medo.

Além de todas dificuldades que eu já imaginava, tive que lidar com a descrença e a depressão.

Não foi fácil, mas eu virei o jogo.

Eu quero compartilhar com você as ATITUDES que fizeram a diferença na minha vida, que inclusive me ajudou a vencer o desemprego, a mudar de vida e ser a pessoa que eu sou hoje.

Nesse post eu vou te contar as ATITUDES que foram determinantes para vencer dificuldades como desemprego, descrença e me fizeram chegar até aqui.

3 ATITUDES que me fizeram Vencer o DESEMPREGO e Ganhar Dinheiro TRABALHANDO EM CASA

Esse relato também está em vídeo.

Causas e consequências do Desemprego

De um lado temos as causas para o desemprego.

De acordo com o Universia Brasil, as causas do desemprego podem ser por: redução de custos; crise econômica; necessidade de profissionais mais capacitados e substituição de mão de obra por máquinas.

Por outro lado encontramos consequências desagradáveis que o desemprego traz: discriminação; sentimento de impotência; descrença e em grande parte a DEPRESSÃO bate na porta.

Comigo não foi diferente.

Você está desempregado? Está desesperado com a falta de dinheiro e sofrendo as consequências do DESEMPREGO?

Veja o que aconteceu comigo!

3 ATITUDES que me fizeram VIRAR O JOGO

Quando o desemprego bateu na minha porta, o primeiro mês foi tranquilo, pois parecia que estava em férias, mas…

a partir do segundo mês foi desesperador.

Foram quase 12 meses procurando emprego e nada de conseguir a tão sonhada vaga de trabalho.

Eu insistia em ter um emprego em regime de CLT, mas estava difícil.

Sem encontrar uma recolocação no mercado tradicional de trabalho, em meio a tantas dificuldades, foi necessário tomar 3 atitudes para virar o jogo.

1 – CORAGEM

Agora, eu preciso te contar uma parte da minha história para que você entenda o quão importante foi essa atitude em minha vida.

Eu sempre fui uma pessoa acomodada, inclusive no meu último emprego.

Por quase 18 anos eu trabalhei na mesma empresa, em uma grande organização financeira.

Nesse período e tive muito medo de perder o emprego e não conseguir outro emprego melhor.

Durante o tempo que estive empregada, nunca procurei nada em paralelo, nem mesmo pesquisei trabalhos alternativos ou opções de renda extra.

Essa acomodação me prejudicou muito, pois ao perder o emprego diversas coisas ruins aconteceram: depressão, descrença em mim mesma, baixa autoestima, etc.

Tudo isso eu senti pelo simples fato de perder o emprego, eis que uma atitude mudou tudo.

CORAGEM: a coragem em aceitar a mudança, enfrentar meus medos e aceitar o novo, contribuiu demais para minha independência financeira.

Eu nunca mais procurei emprego!

Sim, essa coragem me fez desenvolver o meu próprio trabalho, MEU TRABALHO, de mais ninguém e o medo de perder o emprego não existe mais.

Lamentar o que foi perdido é fechar portas para novas oportunidades.

2 – ACREDITAR

atitudes para vencer o desemprego

Sim, foi necessário acreditar em mim, no meu potencial.

Após perder o emprego no auge da crise, muitas pessoas disseram: “emprego como o que você tinha não encontrará outro, nesse momento o mercado não tem oportunidades”.

Em partes elas tinham razão, pois realmente o mercado tradicional não tinha nada a oferecer, mas não faltavam oportunidades virar o jogo.

Ate aí, eu não acreditava na minha capacidade de enfrentar o novo, o desconhecido e ser bem sucedida.

Entrei em depressão, pois me sentia inútil. Não acreditava que era possível recomeçar.

A coisas não tinham sentido, a vida era triste e já não tinha forças para continuar procurando emprego.

Tudo mudou quando eu acreditei que eu não precisava ter um emprego, para ter renda, para ganhar dinheiro e pagar minhas contas.

Para que emprego? Se haviam outras oportunidades na minha frente e que inclusive eu podia encontrado enquanto estava trabalhando no banco.

Sim, foi preciso passar por isso para entender que para virar o jogo, eu precisava ACREDITAR.

Eu acreditei e hoje estou aqui!

Tenho meu negócio em casa, vivo exclusivamente do meu trabalho na internet e o melhor de tudo: posso ajudar outras pessoas a encontrar o caminho para recomeçar.

O que foi o desemprego na minha vida?

Foi um impulso para chegar até aqui.

O desemprego me fez descobrir que não preciso trabalhar somente pelo dinheiro, se posso trabalhar por propósito.

3 – POSITIVIDADE

Sabe quando você encontra uma oportunidade interessante  e você se interessa?

Primeiro você se empolga, sonha por alguns minutos e em seguida os pensamentos ruins sabotam seus sonhos.

Isso acontecia com frequência comigo e nesse ponto algumas ferramentas foram essenciais para vencer: livros e palestras sobre POSITIVIDADE.

Eu passei a encarar o ruim, como algo que traz consequências boas.

Eu passei a ser uma pessoa positiva acreditando sempre no melhor, pois sim, nossa mente determina o resultado de nossas ações.

Se você pensa que é ruim, não fará nada para que seja bom.

Se você pensa que não vale a pena, não tentará para fazer valer a pena.

A positividade trouxe novos sonhos, desafios e com ele o meu modo de vida hoje.

Como cheguei até aqui

Sim, se você caiu de paraquedas aqui: em 2015 eu fiquei desempregada, no auge da crise e sem encontrar recolocação no mercado de trabalho, encontrei na internet a opção para trabalhar.

Hoje trabalho em casa através da internet e tenho o meu negócio próprio, um negócio online.

Eu encontrei na internet a opção para trabalhar em casa, um sonho antigo e iniciei pelo marketing de afiliados, algo que eu nunca tinha ouvido falar enquanto eu trabalhava no banco.

Pesquisei muito e foi a melhor opção que encontrei para trabalhar para mim.

Leia também: Como trabalhar com Marketing de Afiliados

Enfim, foi preciso ter CORAGEM, ACREDITAR  e ser POSITIVA para vencer o desemprego, a falta de dinheiro, a descrença e virar o jogo.

Ah, sabe aqueles que disseram que eu não conseguiria encontrar emprego como o que eu tinha?

Esses estão sempre me pedindo orientação para desenvolver seu negócio na internet e ter seu negócio próprio.

Moral da história: nem sempre o que é ruim, é ruim.

Agora me deixe saber o que você achou desse post.

Foi útil para você? Comenta aqui abaixo e fique a vontade para compartilhar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

2 Comentários

  1. Mafalda fiquei muito comovido com sua história, e é realmente o que eu penso ha coisas na vida que vem para o bem´, perdemos, para ganhar lá na frente.E você sabe que pelo pouco que te conheço só falando com você pelo Whatsapp, já deu pára perceber que você é merecedora de tudo que você conquistou e com certeza vai conquistar muito mais. Abraços tmj

    • Mafalda Melo disse:

      Oi Elias.
      Eu também creio que tudo tem um propósito e não podemos encarar as mudanças como algo ruim.
      Obrigada pelas palavras e sucesso para você.
      Abraço!